Separação...... Chegou o fim????.... E agora o que fazer?

14 Apr 2017

 

Acredite tudo sempre tem solução.

 

Nesse artigo você encontrará ideias de como superar o fim de uma separação, perceber se o seu relacionamento está indo de mal a pior e encontrar maneiras para resgatar esse amor.

 

 

POESIA ENCONTRO

 

Encontro de dois.
Olho no olho.
Cara a cara.
E quando estiveres perto 
eu arrancarei 
os seus olhos 
e os colocarei no lugar dos meus.
E tu arrancará 
os meus olhos
e os colocara no lugar dos teus.
Então, eu te olharei com teus olhos 
e tu me olharas com os meus.

Jacob Levy Moreno

 

 

Você deve estar se perguntando como essa poesia poderá ajuda-la (o)?

 

Nessa poesia Moreno, psicólogo psicodramatista, retrata o respeito e cuidado que todo ser humano necessita ter com o outro para viver em harmonia.

 

O casal pode utilizar esse conceito proposto por Moreno em seu relacionamento, aprendendo a sentir com o coração do parceiro (a). Sabendo que aquilo que dói em seu coração, também dói no do outro (a).

 

A ideia de se revestir com os olhos dos seu parceiro (a) ajudará muito em seu relacionamento,  você entenderá o que ele (a) está sentindo e isso trará mais maturidade ao casal, evitando com isso os julgamentos, as opiniões ou analises precipitadas sobre qualquer assunto em questão.

 

O problema é que muitos casais com o passar do tempo, adaptam-se a pior rotina que pode existir entre um casal, que são as brigas, as ofensas, o desinteresse em se colocar no lugar do outro, já não se olham apaixonadamente como no passado, não se admiram. Esse é o maior indício para o fim de um relacionamento que poderia ser incrível. 

 

 

12 hábitos altamente destrutivos que acabam com o relacionamento

 

   

  1. Falar sempre muito alto ou gritando de forma agressiva ou desrespeitosa.

  2. Impor suas vontades, nunca querer ouvir o que o parceiro (a) tem a dizer ou o que pensa.

  3. Criticar constantemente o parceiro (a) em tudo que faz.

  4. Nunca cumprir o que promete, estar sempre atrasado (a) ou ausente.

  5. Deixar de trocar carinhos, intimidades e gentilezas.

  6. Ignorar tudo que o parceiro (a) faz de agradável.

  7. Achar que sua profissão/salário é melhor ou mais importante.

  8. Sentir se mais importante, expondo, diminuindo ou até ridicularizando o outro (a).

  9. Nunca estar disposto a fazer atividades em casal, como ir a um cinema, jantar, conversar, etc.

  10. Esquecer de elogiar, afinal o elogio faz bem para qualquer pessoa.

  11. Sobrecarregar o parceiro (a) de tarefas e responsabilidades.

  12. Deixar de se cuidar de si mesmo, da sua aparência e do seu intelectual. 

Você está nesse momento refletindo (a) se  tem vivenciado essas situações em seu relacionamento? Se a resposta foi sim, está na hora de mudar, ir a luta e salvar seu amor. Acredite, muito ainda pode ser feito.

Tenho observado que casais mais jovens são mais propensos a separação, porque são mais imediatistas, e encontram dificuldades em lidar com as frustrações do relacionamento, com isso surge o desgaste do dia a dia, tornando a rotina difícil de ser tolerada.

 

O principal problema entre esses casais é que esperam muito um do outro, cobram amor e nem sempre estão dispostos a dar o que estão exigindo.

 

Exigem respeito, mas falam aos gritos, impondo suas opiniões, não se predispõem a negociar ou rever seus conceitos,  acreditam estar sempre corretos.

 

Não respeitam a liberdade do parceiro (a), mas lutam com todas as forças para que a sua liberdade seja respeitada.

 

 

8 tipos de comportamentos que levam a separação no início da vida conjugal

 

 

  1. Falta de empenho e comprometimento com a relação, de uma das partes ou de ambos.

  2. Individualismo exagerado, onde um dos pares ou o casal não tem disposição em aceitar as imperfeições do outro.

  3. Egoísmo intenso, de uma das partes ou de ambos, não conseguem dividir o mesmo espaço físico com o parceiro (a), não se adaptando a nova rotina.

  4. Falta de diálogo e a necessidade de que somente um único ponto de vista prevaleça.

  5. Brigas exageradas, por motivos simples e na maioria por ciúmes excessivos.

  6. Imaturidade sobre questões financeiras.

  7. Algumas vezes a família, com intenção de ajudar acaba impedindo que o casal amadureça.

  8. O desrespeito  entre o casal, ferem-se a todo momento com palavras desrespeitosas e agressivas.

Você deve  estar se perguntando se ainda da tempo de salvar seu relacionamento?

Sim é totalmente possível  salvar seu relacionamento, o importante é que você tenha  a concepção que só poderá mudar o que está errado em si mesmo e que jamais poderá mudar o que está de errado no seu parceiro (a).

 

Entrar em uma relação pensando que você conseguirá mudar o outro, é a maior prova de falta de amor por si mesmo.

 

É um profundo engano pensar que temos o poder de transformar o outro. Por esse motivo tantos relacionamentos se desgastam, brigas intermináveis e exaustivas acontecem. E o pior passam anos trocando asperezas, palavras desrespeitosas e agressões físicas.

 

Seu relacionamento poderá melhorar se você e seu parceiro (a) adotarem novos comportamentos, evitando os erros acima descritos, melhorando seus hábitos.

 

 

SEPARAÇÃO - Como evitar os danos causados pela separação e superar os traumas  e magoas do fim do relacionamento

 

 

Os filhos e separação - Como lidar com essa nova realidade?

 

Não existe uma fórmula que vá eliminar o sofrimento que uma separação pode causar na criança ou adolescente, mas os pais podem fazer com que o processo seja menos prejudicial e construir um futuro mais feliz com essa nova organização familiar.

 

 

Confira esse artigo que preparei para você sobre filhos e separação. 

 

10 dicas para que seus filhos superem saudavelmente uma separação

A vida segue em frente

 

 

Faça coisas que te dê prazer e invista em você, avalie o que é realmente importante em sua vida agora que esta sozinho (a). Ame-se, sinta-se especial novamente. Supere-se, combata com eficiência a tristeza, tenha foco e lute por uma vida melhor e muito mais feliz.

 

Todos tem o direito de ser feliz e seguir seus caminhos, para isso é necessário combater a ideia de que é preciso passar o resto da vida ao lado de alguém, em um relacionamento desrespeitoso, em desarmonia, frustrado e sentindo que não ama ou não é amado.

 

Cada pessoa lida de forma diferente com a situação a qual está envolvida. Os pais e os familiares precisam estar atentos a isso, e se for o caso, uma intervenção psicoterapêutica poderá ajudar a superar melhor, rapidamente e facilmente essa nova condição familiar

.

Clínica de Psicologia Aliviar

 

A Clínica de Psicologia Aliviar tem o compromisso com cada paciente, com o objetivo de prestar um atendimento sério, competente e responsável. Proporcionando ao paciente o Alivio para seus problemas, tornando a vida mais leve.

 

O atendimento é realizado em meu consultório convencional ou através das consultas online por Skype.

 

Procure a opção “Consulta online” e envie um e-mail. Entrarei em contato com você e agendaremos um horário.

 

Eu, Marcia Costa, te convido a conhecer um pouco mais sobre minhas formações,experiências e atuação profissional.

  

Um grande abraço!

 

Veja outras matérias aqui no meu blog.

 

Sintomas de Depressão - A história de Luiza Do fundo do poço à autorrealização

 

10 sinais frequentes que você deve procurar um Psicólogo

 

Síndrome de Burnout - Síndrome do Esgotamento Profissional

 

Ansiedade -  7 Sinais que você pode sentir no Transtorno de Ansiedade

 

10 dicas para que seus filhos superem saudavelmente uma separação

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como a meditação pode mudar sua vida. Conheça seus benefícios.

November 8, 2019

1/9
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square